Blog | LeV Compliance

5 boas práticas do Compliance para começar a implantar hoje na sua empresa

Resumo da redação   

As boas práticas de compliance constituem um pilar de sustentação para o seu negócio. A prioridade da sua empresa precisa […]


5 boas práticas do Compliance para começar a implantar hoje na sua empresa

27/11/21

As boas práticas de compliance constituem um pilar de sustentação para o seu negócio. A prioridade da sua empresa precisa ser a ética, a integridade e a transparência. 

Além da atuação preventiva e detectiva, o compliance cada vez mais tem se tornado uma atividade também consultiva, dando suporte aos objetivos estratégicos e fazendo parte da missão, visão, valores, cultura e gerenciamento de riscos das Instituições.

Para que a sua empresa atue preventivamente e você possa empreender com segurança, eficácia e transparência, separamos 5 boas práticas para iniciar a implementação ainda hoje, prevenindo o seu negócio de problemas futuros.

1. Garantir que a cultura do Compliance seja transmitida para todos os colaboradores e fornecedores de serviços

É de extrema importância que os gestores da empresa transmitam a cultura do Compliance ao público interno e externo. Quando os líderes se esforçam para agir nas normas, a empresa se torna mais segura e controlada. 

Além de “vestir a camisa”, algumas das ações que podem ser feitas para garantir uma das principais boas práticas do Compliance são definir um plano de implementação e fornecer treinamento aos colaboradores, definir canais de atendimento para dúvidas relacionadas ao Compliance. Além de um espaço para denúncias de atos que firam os padrões éticos da instituição.

Essa atenção dos gestores ao programa de compliance é que vai fazer o programa ser efetivo, sem o exemplo da alta administração, será muito difícil ter a eficácia esperada. 

2. Atuar como consultor e ajudar a sanar dúvidas, esteja sempre aberto ao diálogo

Ter canais de atendimento, conforme citamos acima, são um ótimo apoio para dúvidas rotineiras, mas você também deve agir como um consultor desse assunto. Se os objetivos e benefícios que o programa de compliance traz ao negócio não estão claros para as equipes, elas dificilmente se engajarão.

Esteja sempre aberto ao diálogo e a aconselhar todos. Também é importante que você questione os colaboradores, pois em muitas situações o funcionário se sente constrangido em trazer alguma situação aos gestores, o que poderia, na maioria das vezes, evitar maiores problemas.

Distribuir materiais que abordam o assunto, como circulares, regulamentos e manuais, também podem servir de apoio. Caso eles precisem ser criados, é de grande valia que eles sejam revisados por alguém da área de compliance para garantir que a mensagem passada é clara e correta.

3. Seja claro com cada um dos colaboradores sobre quais as regras e condutas que ele deve seguir, sem deixar espaço para interpretações equivocadas e possíveis riscos

A criação de relatórios periódicos que mostram os resultados dos processos de compliance, com avaliações de risco e mudanças nos perfis de riscos, além da evolução do plano de ação da instituição, reforça o trabalho que está sendo feito e a importância desse conjunto de processos.

Seja transparente com os colaboradores, eles precisam ter conhecimento sobre o programa, bem como ter ciência sobre seus direitos e deveres. Ainda, importante salientar as sanções que serão aplicadas no caso de descumprimento das regras.

4. Estabeleça indicadores de desempenho

Depois da implantação e do treinamento da aplicabilidade do compliance na empresa, você provavelmente quer saber os resultados obtidos, certo? Afinal, é a partir deles que você poderá saber quais estratégias estão funcionando e quais precisam ser repensadas.

Para isso, estabeleça indicadores de desempenho que lhe garantirão identificar erros de modo a mitigar riscos. Diante desses números você poderá reorganizar o que não foi eficaz e fazer as alterações necessárias.

Lembre-se: “O que não é medido não pode ser melhorado”.

5. Fazer parte dos processos de aprovação de potenciais parceiros e clientes

Contratar novos fornecedores, conquistar novos clientes ou admitir novos colaboradores significa que você terá novos processos na sua empresa. Nesses casos, destine a devida atenção ao programa de compliance, pois ele apontará os pontos que necessitam ser observados.

Ter um processo interno adequado é muito importante, o qual deverá seguir as normas da instituição e emitir relatórios sobre os possíveis riscos de compliance desta instituição. Isso fará com que problemas futuros sejam evitados.

Os benefícios dos processos de Compliance nas empresas

Implementar um programa de compliance pode ser mais fácil do que você imagina. Além das dicas acima, temos também um infográfico que poderá auxiliar você nessa jornada. 

Veja alguns dos benefícios que afetam positivamente todos os envolvidos em um programa de compliance:

  • Redução de gastos;
  • Prevenção de fraudes;
  • Difundir os valores da instituição;
  • Aumentar a qualidade dos trabalhos entregues pelos colaboradores;
  • Mitigar riscos;
  • Ser melhor visto pelos clientes, fornecedores e investidores;

Caso você tenha dúvidas, ou queira uma assistência de qualidade para a adequação do seu programa de compliance, nós da LeV Compliance estamos dispostos a lhe auxiliar nessa jornada de melhoria da sua empresa, basta clicar aqui e conversar com um de nossos consultores.

Siga nossas redes sociais:



(55) 3511-2553
atendimento@levcompliance.com.br

R. Dr. Francisco Timm, 2755
98781-404 - Timbaúva
Santa Rosa - RS